Manifesto público sobre a obesidade

Aqui está como nós da equipe Varsity Trainers comprovamos nosso ponto de ideia para este manifesto público: A correlação inconsistente entre a gordura do corpo, o perigo de diabetes e a constatação de ninguém se cura definitivamente da obesidade.

Eu ouço de muitos lugares que o apelo de tratamento médico para a obesidade apenas não é exequível por conta dos indivíduos que fazem parte nesse quadro. Doenças que são capazes de um dia já ter sido consideradas qualidades normais do envelhecimento há bastante conquistaram o camada de enfermidade. Na verdade, inclusive se a enfermidade adquirir os indivíduos, isto não nos coíbe de considerá-la uma enfermidade. Temos de pagar por todos os complicações de saúde de modo direto relativos com ela, do diabetes à enfermidade cardíaca, das artroplastias às neoplasias. Por outro lado, aceitar que a obesidade é uma enfermidade complexa pode auxiliar a por fim ao chaga, como resultou com stress, ao ser reformulada como uma abacaxi de substâncias químicas no cérebro. No âmbito internacional, há várias pesquisas que defendem os dois lados. Há até uma expressão para esse princípio essencial do controle das doenças crônicas. Esta é, pode ser que, uma afiado no entanto fundamental diferença. A correlação entre gordura do corpo e saúde é inconsistente. Este alegação vale para várias outras doenças que são aceitas como doenças, inclusive o acidente vascular encefálico e a enfermidade cardíaca.

O inclusive acontece com a obesidade. No momento em que as indivíduos abrange um concentração exagerada de gordura do corpo que compromete a saúde, não há nenhuma cura conhecida. Há várias indivíduos que vivem com doenças crônicas que estão bem compensadas, se dão bastante bem com o tratamento e vivem vidas longas e produtivas. Assim rotular a obesidade como enfermidade irá complicar a advertência dela. Inclusive em ensaios clínicos com voluntários altamente motivados e recebendo mais ajuda do que qualquer um poderia acreditar no atendimento cirurgião de cotidiano, a redução de peso média em 12 a 24 meses costuma ser modesta. Isto representa um aquilatador gritante com a nossa abalroada do diabetes ou da pressão alta arterial sistêmica. Enquanto a refeição e os treinos alicerçam pilares essenciais do tratamento dessas doenças, vários diabéticos e hipertensos também dessa maneira precisam de tratamento médico. De feito, há uma ampla diversidade de formas e tamanhos corporais que são perfeitamente saudáveis e que, então, não se caracterizam como obesidade.

Porém as limitações de atitudes do IMC não representam um alegação válido em oposição a agrupar a obesidade como enfermidade; em vez disso, justificam a procura de uma melhor manifestação da obesidade na execução clínica. A maior parte dos acidentes vasculares encefálicos e a grande maior parte dos infartos agudos do miocárdio são evitáveis ​​e modificáveis bem como o diabetes , a osteoartrite, a enfermidade pulmonar obstrutiva crônica e vários tipos de carcinoma. No momento em que o concentração aberrante ou exagerado de gordura do corpo compromete a saúde, trata-se de uma enfermidade.

A obesidade é comportamental?

A alegação subjacente aqui é de que a pleito da obesidade é um comportamento, o que pode ser verdade em um nível mais aparente. Em nenhuma outra alçada o feito de uma coisa ser apontado enfermidade nos impediu de realizar o possível para evitá-lo. Não importa o comportamento que você adotar, isto de modo algum vai esclarecer todos casos de obesidade; constantemente haverá indivíduos que adotam este inclusive comportamento e não se tornam obesas. E o que dizer da enfermidade cardíaca, da enfermidade pulmonar ou até inclusive do carcinoma? Nós também esperamos que os pacientes ajudem a moderar essas doenças. Ele dizia que tinha amassado a obesidade e se considerava amadurecido.

A questão é que, também hoje, estamos formando médicos que conhecem tanto quanto um amador a complexa fisiologia da fome e da força, e que carecem de uma sólida abarcamento do tratamento cirurgião da obesidade. Alguns críticos abrange alertado que ao definir a obesidade como enfermidade instantaneamente transforma-se milhões de indivíduos em pacientes, sobrecarregando dessa maneira o sistema de saúde. A pressão alta arterial sistêmica similarmente é uma enfermidade e um agente de perigo de infarto acre do miocárdio e de acidente vascular encefálico. Isto visto que o ponto de ajuste do peso do corpo dele também é de 25 kg acima do meu, que é o meu peso atual. Lamentavelmente aprendemos pouco sobre a obesidade na aptidão de medicina. Pode ser mais complicado de compreender a correlação entre o concentração aberrante ou exagerado da gordura do corpo e os complicações metabólicos. Argumentos contrários a rotular a obesidade como enfermidade. É a ilusão da escolha e do simplismo da anúncio de se alimente pouco, mova-se mais que promove os estereótipos discriminatórios. Nós precisamos de melhores tratamentos para obesidade, porém inclusive nos dias de hoje, as indivíduos que vivem com a obesidade são capazes de adulterar o curso de sua enfermidade identificando e combatendo as motivos profundas de seu recebido ponderal e por meio da aceitar de comportamentos que, inclusive que não resultem em nenhuma redução de peso aparente, são capazes de aumentar incrivelmente a saúde e o bem-estar delas. Por essa manifestação, indivíduo com IMC de 33 pode estar em perigo de obesidade apenas no momento em que o exagero de gordura inicia a complicar a saúde é que esse quadro se torna uma enfermidade em seu próprio direito.

A internet está repleta de fotos de antes e em seguida de indivíduos que perderam peso por meio de regime e treinos, porém, na existência, o sucesso alargado da modificação de estilo de vida na obesidade é raro. A resposta simples é que, para qualquer nível de exercício física algumas indivíduos ganham peso, enquanto outras não. Porém, no final, a dificuldade da correlação entre a gordura do corpo e a saúde não oferece nenhum alegação em oposição a a manifestação da obesidade como enfermidade. Porém em nenhum lugar na manifestação da OMS de obesidade há qualquer alusão sobre comportamento. Hoje, conhecemos bem essa fisiologia. Esse pode ser que seja o alegação mais comum em oposição a contatar a obesidade de enfermidade, e eu há bastante tempo afirmação em oposição a o consumo do índice de massa do corpo como manifestação clínica da obesidade, uma vez que ele não é nem sequer uma indicador direta da gordura do corpo e muito menos mede de modo direto a saúde.

No entanto, ao utilizar a manifestação de obesidade, ou seja, concentração aberrante ou exagerado de gordura que pode complicar a saúde a obesidade torna-se bastante mais do que somente um agente de perigo. Se abster-se a contatar a obesidade de enfermidade não vai auxiliar a solucionar o dificuldade. Ninguém se cura da obesidade, nem sequer inclusive as indivíduos que se submeteram à intervenção bariátrica; basta beneficiar a intervenção que o peso volta. Porém esse perigo é bastante crescido em caso de história acostumado de diabetes. Considere as tentativas de proteger-se as doenças cardíacas as neoplasias ou as doenças infecciosas. Eu respondi que eu o considerava em remissão, visto que sua fisiologia também é a de indivíduo que convive com a obesidade. Contatar o diabetes de enfermidade não diminui a personalidade das indivíduos de proteger-se ou adulterar o curso dela. Alcear a obesidade à camada de enfermidade eliminaria a absolvição das bens de medicina para evitar explicar os alunos a complexa sociopsicofisiologia da obesidade, dessa maneira como as problemas, o adivinhamento e a cura dessa enfermidade.

Tratamentos para a obesidade

O tratamento da obesidade deveria ser adestrado na aptidão de medicina. Ainda que isto possa ser decepcionante para vários é similar ao que vimos com outras doenças relacionadas com o estilo de vida, como o diabetes e a pressão alta arterial sistêmica. Argumentos favoráveis a contatar a obesidade de enfermidade. Da mesma maneira, algumas indivíduos que comem fast food abrange obesidade e outras não.

Dessa maneira, exagero de peso com apneia do sono é obesidade, exagero de peso com diabetes forma 2 é obesidade, exagero de peso com pressão alta arterial sistêmica é obesidade, exagero de peso com enfermidade do volta gastroesofágico é obesidade, e dessa maneira por perante. Na verdade, se indivíduo abarcar o conceito que considera a obesidade como um dificuldade para a vida toda, para o qual não possuímos cura o que é a própria manifestação de enfermidade crônica deveríamos ampliar as nossas tentativas de advertência. A Administração Mundial de Saúde define a obesidade como concentração aberrante ou exagerado de gordura que pode complicar a saúde. Por isso, se o comportamento é uma das motivos da obesidade, por que 95% dos canadenses não são obesos? Também dessa maneira pode-se alegar que a obesidade em si não é a enfermidade, porém efetivamente as problemas da obesidade são as verdadeiras doenças. Não importa o comportamento que você adotar, ele de modo algum vai esclarecer todos casos de obesidade. Isto necessita de um exame físico e a prática de exames complementares, ao final dos quais o médico precisa quantidade abalizar se o paciente possui obesidade somente gordura.

Nossa conclusão e o no que acreditamos

Enfim, este impacto direto do concentração aberrante ou exagerado de gordura do corpo é mais simples no momento em que a porção de gordura impossibilita de modo direto o bom desempenho físico. Isto custa bilhões de dólares destinados à saúde, a não ser que agora estamos gastando estes dólares com as problemas em vez de proteger-se e alimentar a obesidade em si. Por isso, se não for o índice de massa do corpo, o que precisa ser utilizado na manifestação da obesidade? Mencionado isso, apreciaria de aceitar que o termo enfermidade é uma construção civil; que eu saiba, não há nenhuma manifestação legal ou científica que o justifique. Devemos ajudar as indivíduos a compreender a classe complexa e multifatorial deste transtorno, as opções terapêuticas muito limitadas de que dispomos nos dias de hoje e os métodos reais para a realização do emagrecimento definitivo (veja em nosso blog) através de reeducação alimentar e atividade física regular.

Na verdade, vários comportamentos associados à obesidade ou ao recebido de peso são somente vestígios de complicações subjacentes que são capazes de estar relativos com uma ampla série de elementos psicológicos, sociais e/ou fisiológicos. Na verdade, o perigo de várias doenças pode variegar abundantemente entre as indivíduos e também dessa maneira continuamos considerando-as doenças. E por fim a especificidade e a receptividade do IMC para identificar complicações de saúde associados à obesidade são tão limitadas que não atenderiam aos bases comumente aplicados à maior parte dos mais exames diagnósticos. As indivíduos que vivem com a obesidade não abrange responsabilidade maior ou menor de ajudar para o auto cuidado da sua enfermidade do que as indivíduos que vivem com pressão alta arterial sistêmica, diabete, stress, doenças cardíacas ou carcinoma. A obesidade já nos custa bastante caro. É por isto que a obesidade necessita de tratamento auxiliar. Auxiliar os pacientes nessas áreas é parte fundamental da nossa ofício profissional. Esse identificação possui considerado um impacto abismo sobre tudo, a partir de a legislação sobre os direitos humanos até os planos de saúde, em termos da abarcamento dessas doenças na formação e na execução da medicina. Uma vez acomodado, o quadro de obesidade torna-se um dificuldade para a vida toda.